PUBLICAR NO PORTAL | ANUNCIE
 
Biblioteca
Abastecimento de Água
Bioenergia
Caldeira
Cursos & Eventos
Desmineralização
Hidrografia / Hidrologia
LEED / Green Building
Legislação
Meio Ambiente
Membranas Filtrantes
Metodologias de Análises
Projeto e Consultoria
Resíduos Sólidos
Reúso de Água
Saneamento
Tratamento de Água
Tratamento de Chorume
Tratamento de Efluentes
Tratamento de Esgoto
Zeólitas
  MAPA DO SITE | Home / Notícias / Poluição e degradaçã...

04/06/2009 18:04:06
Poluição e degradação da qualidade da água avançam no mundo

Publicado por Aguaonline
Compartilhar
Publicidade  
Tratamentos cada vez mais complexos tentam garantir qualidade da água potável.


Apesar dos avanços em algumas regiões, a poluição dos recursos hídricos em escala global está aumentando.

Mais de 80% dos esgotos dos países em desenvolvimento são despejados sem nenhum tratamento, contaminando assim rios, lagos e áreas costeiras.

Muitas indústrias – algumas delas conhecidas por serem altamente contaminantes (tais como indústria do couro e químicas) – estão se trasladando dos países com altos níveis de faturamento aos países de economias emergentes.

Ainda que para as populações rurais da Ásia tenha sido projetado um crescimento estável para os próximos 20 anos, as populações urbanas terão aumentado provavelmente em 60% antes do ano 2025, o que afeta as projeções acerca da escassez dos recursos hídricos.

De maneira global, o problema mais comum que diz respeito à qualidade da água é a eutrofização, resultado de grandes quantidades de nutrientes (principalmente fósforo e nitrogênio) oriundos da poluição, especialmente por esgotos domésticos lançado sem tratamento em mananciais usados no abasteicmento de cidades, o que deteriora substancialmente os usos mais nobres da água.

Em 1998, aproximadamente 90% das espécies marinhas e costeiras do Mar Báltico estavam ameaçadas por uma perda da área ocupada ou redução da qualidade da água devido à eutrofização, à contaminação, à indústria pesqueira e assentamentos.

Atualmente, cerca de 70 milhões de pessoas em Bangladesh estão expostas a águas que contem mais de 10 microgramas (limite máximo da Organização Mundial da Saúde) de arsênico por litro.

A poluição natural da água potável por arsênico é considerada atualmente como uma ameaça com mais de 140 milhões de pessoas afetadas em 70 países de todos os continentes.

Um estudo recente sobre água potável realizado na França estimou que mais de 3 milhões de pessoas (5,8% da população) estavam expostas a águas cuja qualidade não está conforme com os estandares da Organização Mundial da Saúde (OMS) (por nitratos, 97% das amostras não obtiveram conformidade).

Pesquisas realizadas em vários países tem detectado a presença de resíduos de medicamentos em muitos dos principais rios do mundo, especialmente aqueles que cortam grandes metrópoles. Os mais preocupantes são resíduos de hormônios, anticoncepcionais, moderadores de apetite, antidepressivos e estimulantes sexuais por não serem conhecidos ainda seus efeitos cumulativos.

Na Itália até mesmo traços de cocaína já foram detectados em amostras colhidas no principal manancial da capital italiana. Isto sem falar dos sinais preocupantes de contaminação das águas subterrâneas por vazamentos de postos de gasolina.

Compartilhar
Clique aqui e comente


Mais Informações sobre o assunto

ÚLTIMOS DIAS !!! WORKSHOP NOVAS TECNOLOGIAS ...
TWITTER DO PORTAL TRATAMENTO DE ÁGUA
INFORMATIVO JULHO/09
ÚLTIMOS DIAS!!! TRATAMENTO E DISPOSIÇÃO DE R...
Topmodel lança Projeto Água Limpa para recup...
Mais notícias

Fundamentos do Processo de Lodos Ativados
Este é um curso que vem sendo ofertad...
Crise hídrica aumenta procura por poços artesianos
Dados de mercado mostram que a procur...
SP precisa economizar água equivalente ao abastecimento de 750 mil pessoas
O governador de São Paulo, Geraldo Al...
Seca em SP: haverá água em 2015?
Milhões de paulistas enfrentaram, ao ...
Painel Nacional de Indicadores Ambientais divulga dados positivos
No período de 2004 a 2012, o desmatam...
 
Busca avançada
 
Nota:  até 
 
Impressões:  até 
 
Publicada entre:
 até 
 
 
 

Comentário:


 

Av. do Café, 130, salas 33 e 34
São Paulo - SP - CEP: 04311-000
Tel.: (11) 3473.1207 / (11) 3562.0436
Acompanhe o portal nas redes sociais.