PUBLICAR NO PORTAL | ANUNCIE
 
Biblioteca
Abastecimento de Água
Bioenergia
Caldeira
Cursos & Eventos
Desmineralização
Hidrografia / Hidrologia
LEED / Green Building
Legislação
Meio Ambiente
Membranas Filtrantes
Metodologias de Análises
Projeto e Consultoria
Resíduos Sólidos
Reúso de Água
Saneamento
Tratamento de Água
Tratamento de Chorume
Tratamento de Efluentes
Tratamento de Esgoto
Zeólitas
  MAPA DO SITE | Home / Notícias / ELIPSE E3 otimiza o ...

05/12/2013 14:43:21
ELIPSE E3 otimiza o sistema de abastecimento de água de Marabá (PA)

Publicado por Assessoria de imprensa
Compartilhar
Publicidade  
Aplicação do E3 contribui para aumentar de 1870 para 3000 m³/h a capacidade do sistema pertencente à COSANPA (Companhia de Saneamento do Pará)

Augusto Ribeiro Mendes Filho
Assessor de Comunicação da Elipse Software


NECESSIDADE
A COSANPA (Companhia de Saneamento do Pará) controla o sistema de tratamento e abastecimento de água em Marabá desde 1976. O sistema anterior tinha um potencial de produção equivalente a 1870 m³/h de água. Já o novo, que utiliza o Elipse E3, é capaz de produzir até 3000 m³/h, atendendo uma população atual de 220 mil habitantes. Importante salientar a participação da Seabra Automação Industrial Ltda, empresa que implementou o software neste projeto.

SOLUÇÃO
O Sistema de Supervisão Água Marabá foi desenvolvido utilizando o E3, respeitando criteriosas restrições de segurança e funcionalidade, a fim de garantir uma aplicação de qualidade. Imagens em alta definição foram construídas para representar todos os processos sob perspectivas tridimensionais. Esta nova forma de representação é um marco inovador em relação ao modo de operar e supervisionar o sistema. 

O novo Sistema Água Marabá traz uma visão realista, obedecendo a cada detalhe presente nos processos. Nele, o usuário/operador é capaz de navegar nas telas da aplicação dispensando o uso de botões. Este projeto foi idealizado para facilitar e tornar mais ágeis as operações, aumentando a produtividade e segurança.

A apresentação de algumas das principais telas do sistema ilustra o trabalho desenvolvido. A Figura 1, por exemplo, exibe uma visão global dos locais e equipamentos responsáveis pelo tratamento de água realizado na ETA Marabá. São eles: captação, decantadores, filtros, casa de química, casa de cloração, casa dos compressores e estação elevatória de água tratada. 


Figura 1. Tela Geral da ETA Marabá

A Figura 2 apresenta a tela da Estação Elevatória de Água Tratada da ETA Marabá. Nela, é possível operar as válvulas, a instrumentação analógica e as cinco bombas responsáveis pela elevação da água tratada até os Centros de Reservação. 


Figura 2 - Estação Elevatória ETA Marabá

A Figura 3 ilustra a tela da Casa de Cloração. Através dela, é possível controlar os tanques reservatórios, duas bombas, dois exaustores e um sistema de alarme que alerta os operadores caso sejam verificados altos índices de cloro.


Figura 3. Casa de cloração da ETA Marabá

A Figura 4 ilustra a tela de controle de um dos filtros. Nela, é possível operar o filtro automaticamente, assim como cada uma das suas cinco válvulas de forma independente. O status da operação e o nível do filtro também são monitorados pelo sistema.


Figura 4. Tela de operação do filtro da ETA Marabá

As Figuras 5 e 6 representam os centros de reservação de Nova Marabá e Cidade Nova, bairros de Marabá. Nelas, é possível controlar bombas, válvulas, níveis dos reservatórios elevados e apoiados, além das vazões e pressões mensuradas nas linhas de transmissão. 


Figura 5. Centro de reservação de Nova Marabá


Figura 6. Centro de reservação da Cidade Nova

Por fim, a Figura 7 apresenta a arquitetura do sistema de automação da planta. Através dela, é possível visualizar os principais dispositivos do sistema, compreendendo como estão conectados.


Figura 7. Arquitetura do sistema de automação


BENEFÍCIOS 
Aumento de 1870 para 3000 m3/h da capacidade do sistema responsável por fornecer água à cidade de Marabá.
Visão global do sistema de tratamento e abastecimento de água.
Fácil identificação e associação entre objetos de tela e equipamentos do campo.
Ambiente operacional transparente e sofisticado. 
Capacidade de monitorar em localidades distintas.
Operação e supervisão remota; emissão e impressão de relatórios; controle de alarmes, históricos, eventos e gráficos de tendências; visualização da arquitetura e das configurações de parâmetros de funcionamento do sistema.
Controle de acesso dos usuários.
Registro das ações realizadas pelos usuários.

FICHA TÉCNICA
CLIENTE: Companhia de Saneamento do Pará - COSANPA
INTEGRADOR: Seabra Automação Industrial 
PACOTE ELIPSE UTILIZADO: Elipse E3
PLATAFORMA: Windows 7
NÚMERO DE CÓPIAS: 4
PONTOS DE I/O: 3800
DRIVER DE COMUNICAÇÃO: OPC

Compartilhar
Clique aqui e comente


Mais Informações sobre o assunto

Obras vão afetar abastecimento de água de 67...
ÁGUAS SUBTERRÂNEAS SÃO PRINCIPAL FONTE DE ÁG...
Tão longe da água, tão perto do canal
Reserva de água do norte Índia está se esgot...
Sanesul recomenda economia de água
Mais notícias

Consultor internacional defende gestão transversal da água
É o que defende o especialista mexica...
Crime ambiental pode ter causado água preta do rio Tietê em Salto
A água escura que apareceu no rio Tie...
As várias faces dos problemas ambientais
Nos últimos dias, a temática ambienta...
Aquecimento global pode subir de 1,5°C para 4°C até 2100, alerta relatório...
O novo relatório “Diminuir o Calor: C...
SP, Rio e Minas apresentarão até fevereiro solução sobre interligação do P...
Os estados de São Paulo, do Rio de Ja...
 
Busca avançada
 
Nota:  até 
 
Impressões:  até 
 
Publicada entre:
 até 
 
 
 

Comentário:


 

Av. do Café, 130, salas 33 e 34
São Paulo - SP - CEP: 04311-000
Tel.: (11) 3473.1207 / (11) 3562.0436
Acompanhe o portal nas redes sociais.