Biblioteca

Método químico de rejuvenescimento de membranas de osmose reversa

Resumo

A elevada frequência de troca de membranas está entre os principais pontos que inviabilizam a utilização de sistemas de Osmose Reversa (OR) para a remoção de sais de correntes aquosas, visto o alto custo unitário associado aos elementos filtrantes. O trabalho em questão apresentará produto e metodologia inovadores já aplicados atualmente com sucesso em sistemas de dessalinização na Ásia, capazes de prolongar a vida útil de membranas de poliamida que tenham perdido a capacidade de rejeição de sais devido a problemas de degradação química resultante, por exemplo, do contato das membranas com cloro livre ou mesmo por conta da alta quantidade de limpezas químicas sofridas durante sua operação.

Introdução

Sistemas de Osmose Reversa (OR) baseiam-se na utilização de membranas semipermeáveis, usualmente de poliamida, para filtração de correntes aquosas sob elevada pressão, de forma que haja a remoção dos sais existentes.

Devido ao cenário de degradação dos corpos hídricos no Brasil, aliado à intensificação do processo de industrialização e ao aumento da demanda das indústrias por água de melhor qualidade, o setor industrial brasileiro tem adotado maciçamente sistemas de OR como meio prático de purificação de correntes aquosas de pior qualidade, de forma a permitir a adequação de suas características físico-químicas para utilização em diversas atividades industriais.

Entre os processos de filtração mais adotados para tratamento de água, os sistemas de OR são aqueles de maior capacidade de remoção de impurezas, segundo mostra a Figura 1.

Conforme apontado na figura acima, a OR é o único processo de filtração capaz de remover com elevada eficiência todo o espectro de íons metálicos, soluções salinas e compostos orgânicos. Sua utilização, portanto, faz sentido em aplicações críticas nas quais é essencial a obtenção de água com elevado grau de pureza, como, por exemplo, para geração de vapor em sistemas de elevada pressão.

Justamente pelo fato de os equipamentos de OR estarem associados a processos críticos dentro das unidades industriais, nas quais se exige qualidade de água superior, sua baixa taxa de rejeição de sais pode levar a uma significativa perda de eficiência operacional da planta fabril como um todo, o que certamente acarretará sensíveis prejuízos à fábrica.

osmose-reversa

Figura 1. Processos mais usuais de filtração

(…)

Autores: Pedro H. B. Moreira e Antonio R. P. Carvalho.

osmose-reversa